519

Metade uruguaio, un poquito argentino e muito brasileiro: foi em uma praia do litoral sul catarinense que o surfista Marco Giorgi aprendeu definitivamente a transformar ondas em poesia. Não parou nunca mais. Especialista em tubos, seu estilo carrega um DNA único: tem a força do Uruguai e o carisma do Brasil. É com essa combinação inusitada que vem deixando sua marca no surfe internacional. O menino que começou a surfar, lá atrás, nas gélidas águas de La Paloma com velhas roupas de borracha deu lugar ao surfista que encanta e conquista; que tira o fôlego, faz o público cruzar os dedos e prender o peito. E depois sorrir — porque é disso que o surfe é feito.